cabecalho Anais2

ETAPAS DE ESCOLHA E COMPARAÇÃO ENTRE PRODUTOS CARTESIANOS E PERMUTAÇÕES: QUAL MAIS FÁCIL?

  • Atualizado: 25 Fevereiro 2016
  • Tamanho: 517.08 KB
  • Downloads: 61
  • Autoria: Danielle Avanço Vega e Rute Elizabete de Souza Rosa Borba

RESUMO: Etapas de escolha, de acordo com Vega (2014), é uma das variáveis de uma situação combinatória que podem influenciar na resolução dos problemas combinatórios. Baseando-se na Teoria dos Campos Conceituais de Vergnaud (1986), que aborda três dimensões fundamentais de conceitos: situações que dão significado, invariantes e representações simbólicas, realizou-se uma pesquisa com 24 alunos do 6º ano do Ensino Fundamental. Estes responderam um teste de sondagem com objetivo de analisar a influência do número de etapas de escolha na resolução de problemas combinatórios, comparando, no presente artigo, os problemas de produto cartesiano e permutação. Essa pesquisa fez parte de um estudo maior com 128 alunos do 6º ano do Ensino Fundamental que responderam a seis tipos de testes de sondagem, que compararam todos os tipos de problemas combinatórios. Os resultados apontam, que ao comparar o problema de produto cartesiano que, de acordo com pesquisas anteriores (PESSOA e BORBA, 2009; 2010; CORREIA e OLIVEIRA, 2011 e AZEVEDO e BORBA, 2012), era considerado o problema de mais fácil resolução para os alunos, com os problemas de permutação, constatou-se uma inversão do que havia sido verificado anteriormente, sendo a permutação mais fácil que o produto cartesiano, quando controlado o número de etapas de escolha nos problemas combinatórios.

Palavras chave: Combinatória. Etapas de escolha. Produto cartesiano. Permutação